BARRA Arquitetos

R. Felipe Camarão, 751 - sala 908

Bom Fim, Porto Alegre, RS

SEDE CAU/BR + IAB/DF

Equipe: BARRA Arquitetos + 3C Arquitetura e Urbanismo

Proposta desenvolvida para o concurso público de arquitetura para sede do CAU/BR e do IAB/DF.

Localização. Brasília, DF

Ano. 2016

ESPAÇO SIMBÓLICO PARA A NOVA REALIDADE DA PROFISSÃO


O CAU/BR consolida a nova realidade da nossa profissão no Brasil com a execução de sua sede nacional. Nossa proposta pretende que este conjunto edificado represente bem os Arquitetos e Urbanistas e a maturidade da produção atual dos profissionais em respeito e à história da Arquitetura Brasileira.


A PROPOSTA
Priorizamos a construção do “lugar” como o espaço de encontro entre as pessoas. Para tanto, a espacialidade proposta incorpora metaforicamente as 4 escalas criadas por Lucio Costa para o Plano Piloto de Brasília: monumental, residencial, gregária e bucólica. Optamos por valorizar um amplo espaço coberto, mas aberto, que integra o construído com o natural, valoriza as vistas para a paisagem à sul e a integração com a via de acesso à norte, além de atender às demandas de ventilação e insolação. O conjunto – construído X vazio coberto – estabelece um equilíbrio entre as funções garantindo legibilidade e complementaridade entre os espaços. Funcionalmente, o CAU conta com dois andares inteiros para seus escritórios, além das atividades locadas no nível -1 e a plenária. O IAB fica com a terceira planta para locação e com a cobertura para a sua sede, além das atividades públicas em torno da praça coberta, configurando o Centro Cultural.

RACIONALIDADE, AUSTERIDADE E EFICIÊNCIA

Nossa proposta divide o terreno em duas metades locando, no lado oeste, o edifício de escritórios – metáfora da escala residencial – e atividades administrativas e burocráticas, resolvendo a funcionalidade básica das instituições – CAU e IAB – com uma proposta absolutamente racional e modulada tanto espacialmente como construtivamente. O rigor no dimensionamento dos espaços e instalações é o motor das decisões arquitetônicas garantindo acessibilidade, habitabilidade e conforto aos usuários e funcionários e a eficiência na prestação dos serviços.


A PRAÇA COMO LUGAR DO ENCONTRO E DA TROCA
A porção leste do terreno está dedicado às atividades públicas que fazem referência às escalas monumental, gregária e bucólica. A monumentalidade é atendida não pelas dimensões dos volumes ou pelo seu luxo, mas pela espacialidade e relação entre as partes e seus usos notavelmente voltados para a sociedade. A praça organiza o encontro de todos sob uma grande cobertura que protege das intempéries, mas mantém relações com a via e entorno. A praça está ladeada pelo auditório, pelas salas multiuso, pela biblioteca e pelo restaurante e loja, além da presença imponente, mas austera, da plenária, local de discussão sobre a profissão. A plenária está suspensa para que seja livre, robusta por fora, mas transparente para a praça e para a sociedade.

ÁREA

ACESSOS

PÚBLICO / PRIVADO

PERMEABILIDADE

EDIFICAÇÕES

Acesso pela via L2 Sul

Lote 21

Quadra 603

Setor de Grandes Áreas Sul (SGAS)

Brasília, DF

Vista do Conjunto evidenciando a Plenária

Subsolo Nível -6

Pavimento Nível - 3

Pavimento Nível 0

Vista Lateral

Subsolo Nível + 3

Pavimento Nível + 6

Pavimento Nível + 9

A / Laje Alveolar

B / Perfil Metálico

C / Chapa Metálica Perfurada

D / Esquadria de Liga Metálica

E / Perfil I

F / Piso Elevado

G / Passarela Laje Alveolar